Todas as publicações por inter25

Engenheiros arrastam por 60 metros prédio de antiga fábrica na Suíça

f5
Por: G1

Na Suíça, o prédio de uma fábrica em Zurique, que vinha sendo ameaçado de demolição desde 2010 para dar espaço a linhas ferroviárias, foi deslocado 60 metros para o lado com a ajuda de pistas de rolamento.

A façanha da engenharia suíça para evitar a demolição do prédio de 6.200 toneladas durou dois dias e custou US$ 12,7 milhões. Antes disso, os engenheiros levaram um ano para soltar toda a estrutura do prédio da fundação.

Projeto Ilha Pura é o primeiro no Rio de Janeiro a receber certificação sustentável para bairros

f4Por: Pini Web

A Fundação Vanzolini concedeu ao projeto Ilha Pura, um bairro planejado entre o maciço da Pedra Branca e as lagoas da Barra da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro, a primeira certificação Aqua-HQE Bairros e Loteamentos da cidade. Além das torres do empreendimento desenvolvido pelas incorporadoras Odebrecht Realizações Imobiliárias e Carvalho Hosken, que já receberam o certificado Aqua-HQE Residencial, as instalações de lazer e convivência implantadas na área de mais de 800 mil m² também foram reconhecidas como sustentáveis.

Para receber a certificação, o bairro foi avaliado em relação ao cumprimento de 17 objetivos de desempenho ambiental divididos em três temas: integração e coerência do bairro; recursos naturais, qualidade ambiental e sanitária do bairro e vida social e dinâmicas econômicas.

Entre as medidas sustentáveis adotadas pelo projeto, está a redução da emissão de gases de efeito estufa durante o período de obras; uso de madeira nativa certificada; reutilização e reciclagem de resíduos; implantação de estação de tratamento para reuso da água dos chuveiros e lavatórios nas bacias sanitárias e reposição da água dos lagos; e redução no consumo de energia elétrica por meio de ações como instalação de lâmpadas LED, sensores de presença, usina de painéis fotovoltaicos e elevadores com sistema regenerativo.

Para o paisagismo do parque de 72 mil m² que integra o bairro, projetado pelo escritório Burle Marx, serão utilizadas 163 espécies e mais de 35 mil mudas de plantas cultivadas em um viveiro ao lado do terreno da Ilha Pura, evitando o impacto de transporte das espécies.

A previsão é de a primeira fase das obras seja concluída até 2016, quando atletas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro ficarão acomodados em Ilha Pura.

Brasileiros transformam caixa de água em miniusina hidrelétrica

f3Por: Olhar Digital

 

No que depender de dois engenheiros brasileiros, você poderá usar em um futuro próximo a sua caixa de água para gerar eletricidade para sua casa. Jorgea Marangon e Mauro Serra criaram a UGES (Unidade Geradora de Energia Sustentável), que poderia ser utilizada em qualquer caixa de água, independente do tamanho.

Na prática, a UGES funciona como uma miniusina hidrelétrica na sua casa. O sistema usa a pressão da água que vem da rua para abastecer a caixa para geração de energia.

-Ao entrar pela tubulação para abastecer a caixa, a água que vem da rua é pressurizada pelo sistema gerador de energia, passando pela miniusina fixada e angulada na saída de água do reservatório, explica o inventor Mauro Serra.

Os criadores, no entanto, afirmam que todo o sistema é autossustentável. Isso significa que é necessária apenas a circulação de água para geração, armazenamento e distribuição de energia. Só não é recomendável usar a energia para os aparelhos domésticos de alto consumo como secadores e chuveiros.

O projeto já está patenteado e deve chegar ao mercado em pouco tempo. Os criadores não confirmam com exatidão a capacidade de produção de energia do sistema, porque isso depende do tamanho da caixa. Porém, eles acreditam que é possível aplicar a UGES em uma sistema de abastecimento municipal para criar energia suficiente para abastecimento da rede de iluminação pública.

As 100 empresas queridinhas dos estudantes de engenharia

f1

Nem as recentes crises nem as trapalhadas da Petrobras na compra da refinaria de Pasadena e muito menos o sobe e desce das ações na bolsa parecem ter tido força suficiente para arranhar a imagem da empresa entre os estudantes de engenharia no Brasil.


A companhia continua sendo a empregadora preferida dos futuros engenheiros. É o que revela o ranking de 2014 dos Empregadores IDEAIS no Brasil, divulgado nesta quinta-feira pela Universum, empresa de consultoria e de pesquisa global Universum. No ano passado, a empresa também esteve no topo da preferência dos jovens. 


Entre os 15.973 universitários da área de engenharia ouvidos para a edição de 2014 do ranking, 42,87% escolheram a Petrobras. O atributo mais notável associado à companhia como empregadora é o caminho livre para a ascensão profissional, considerado um dos mais importantes para 55% dos estudantes. 


Vale destacar que companheiras de setor como a BP, Ipiranga, Raizen e Shell perderam posições no ranking deste ano. 


Para se ter uma ideia da força da empresa, a segunda colocada do ranking, a Vale, foi considerada a empregadora ideal por 14,64% dos estudantes. Veja o ranking completo das 100 empresas preferidas dos universitários de engenharia:

f1-2